segunda-feira, 31 de março de 2014

PREFEITURA DE SSBV ASSUME O TRANSPORTE ESCOLAR DO ENSINO MÉDIO

Barqueiros, vereadores e o prefeito chegaram a um consenso acerca do transporte escolar 
No perfil do facebook do prefeito Getúlio Brabo/PT foi colocada a notícia de uma reunião do prefeito e alguns vereadores com os barqueiros que fazem o transporte escolar no município.
Após repercussão aqui pelo blog do sofrimento que os alunos que estudam o ensino médio  na Escola João XXIII estavam passando,  prefeitura e vereadores da base se espertaram para o problema.
Segundo o prefeito, a partir de hoje (31) os alunos do ensino médio já podem utilizar as embarcações que prestam serviço à SEMED no transporte dos alunos do ensino fundamental.
Mas, segundo informações colhidas pelo blog, o promotor do município foi o grande responsável por este consenso, pois, recomendou ao prefeito que resolvesse o problema.
Outra informação dá conta de que o Estado repassou o dinheiro para prefeitura correspondente ao transporte dos alunos do ensino médio.
Eu bem estava achando estranho este rompante do bondade do prefeito...

PREFEITURA DE PORTEL ENVIA PARA CÂMARA PROJETO QUE CRIA A CORREGEDORIA E OUVIDORIA DA GUARDA MUNICIPAL

Foto meramente ilustrativa
 A Câmara Municipal de Portel aprovou em setembro de 2013 o projeto de lei que cria a guarda municipal que culminou com a promulgação da Lei Municipal 813/2013, instituindo a guarda. A lei foi regulamentada pelo Decreto Nº 0509/2013 que estabeleceu normas complementares às atividades da Guarda Municipal de Portel.
Com a finalidade de dar prosseguimento à instituição de equipamentos legais que permitirão à Guarda Municipal uma atuação condizente com os preceitos normativos e princípios fundadores do Estado democrático de Direito, torna-se imprescindível a criação de outros dois instrumentos jurídicos de controle e fiscalização das atividades dos futuros guardas.
Estes instrumentos são a Corregedoria e a Ouvidoria da Guarda Municipal. A criação destes dois instrumentos dará a garantia que a Guarda Municipal de Portel exercerá suas atividades em estrita obediência aos ditames legais, para que brevemente tenhamos em Portel uma guarda atuando em defesa do patrimônio público e ao mesmo tempo zelando pelo bem estar de toda a comunidade portelense.
Após a criação destes instrumentos o próximo passo será o lançamento do edital de concurso público para provimento de vagas.

Fonte: Prefeitura Municipal de Portel

POLICIAL CIVIL É BALEADO DENTRO DA DELEGACIA DE PORTEL

O investigador de policia José Haroldo Pereira da Silva, foi baleado dentro da delegacia de policia de Portel, no Marajó, na madrugada desta segunda-feira (31).
Segundo o delegado Jarson Joel Silva, superintendente regional, ele tem 12 anos de Polícia.
Um avião do Estado foi encaminhado para Portel para prestar o resgate do policial e conduzi-lo para Belém. . Uma equipe da Superintendência Regional de Breves, junto com policiais civis da Divisão de Homicídios de Belém e do Grupo de Pronto Emprego (GPE), também estão em Portel para apurar o caso.
O policial foi atingido por 3 balas na cabeça e seu estado é grave.
A delegacia de Portel funciona há anos em um prédio improvisado, ocasionando risco iminente aos policiais que trabalham no local. Os presos ficam em celas que não garantem a segurança dos policiais.
O município já conta com um novíssima Unidade Integrada de Policiamento, mas, há alguns meses aguarda inauguração.

sexta-feira, 28 de março de 2014

TCM NEGA APROVAÇAO DE CONTAS DE TELMA SENA

Quando nos perguntam o motivo do Marajó estar nesta situação que se encontra, credito imediatamente à gestões de municípios que praticamente dilapidaram os patrimônios municipais e desviaram recursos da educação, saúde e assistência social.
Na edição do DOE -Diário Oficial do Estado, da última segunda-feira (24) o Tribunal de Contas do Município publicou acórdão (prints) onde nega a aprovação das contas da ex-prefeita de Bagre, Telma Maria Moraes de Sena, dos fundos de educação e assistência social exercício 2006.

O blog até antecipou (AQUI) que as inúmeras irregularidades nas prestações dos fundos municipais durante a gestão da ex-prefeita, iria lhe causar impedimentos eleitorais.
Infelizmente sempre existe o recurso, mas acreditamos que a corte de contas irá manter sua decisão.

Leia  acessando o link: http://www.ioe.pa.gov.br/diarios/2014/03/24.03.caderno.08.pdf


CURSO DE EXTENSÃO NÃO É GRADUAÇÃO

Após ter sido recomendada pelo Ministério Público Federal a parar com as atividades no Pará, a  Faculdade do Desenvolvimento e Integração regional -FADIRE, que é registrada pelo MEC a atuar apenas na cidade de  Santa Cruz do Capiberibe, em Pernanbuco, passou a explorar  os jovens de Muaná e São Sebastião da Boa Vista, no Marajó,  com os Cursos de Extensão, "que nada mais são que cursos de curta duração ( no máximo 180 horas) que  proporcionam o acesso às mais novas informações, oferecendo conhecimento técnico, teórico e prático em diferentes áreas de interesse e de atuação.
São destinados ao aprimoramento das comunidades interna e externa no que se refere à qualificação profissional, para que alunos e profissionais atendam às exigências do mercado de trabalho e acompanhem sua constante atualização" (ANHANGUERA).
O que os coordenadores da instituição não informam aos seus alunos, é que estes cursos não dão direito à diploma de graduação superior, são apenas cursos de extensão universitária para seus estudantes ou profissionais que desejam atualizar seus conhecimentos e reforçar as suas redes de contato no mercado de trabalho. (MEC).
No próprio site da FADIRE está claro que a instituição NÃO OFERECE GRADUAÇÃO FORA DA SEDE, ou seja, na cidade pernambucana de Santa Cruz do Capiberibe. (Ver print ou acesse o site AQUI)
No PORTAL BRASIL, do governo federal, fica mais claro ainda que os CURSOS DE EXTENSÃO  são CURSOS LIVRES:  "Assim como a pós-graduação lato sensu (especialização), as IES podem oferecer os cursos de extensão sem a autorização do Ministério da Educação (MEC) por serem cursos livres. Mas a modalidade não possui validade acadêmica." 
O blog está fazendo sua parte para esclarecer aos marajoaras sem acesso às universidades públicas, que se enveredam e caem na lábia de pessoas inescrupulosas, que vendem "gato por lebre" e prejudicam de forma cruel,  jovens que sonham com dias melhores para si e para os seus.

Acesse os links e saiba mais:
http://www.brasil.gov.br/educacao/2011/02/extensao
http://www.fadire.edu.br/index.php?option=com_content&view=article&id=177&Itemid=1005
http://portal.mec.gov.br/index.php?id=14384&option=com_content#cursos_de_extensao



quinta-feira, 27 de março de 2014

FACULDADES IRREGULARES É TEMA DE DEBATE HOJE NA TV CULTURA

Programa mostra que o crescimento desordenado provocou queda na qualidade


O acesso a universidade ainda é privilégio de poucos no brasil. De acordo com ibge, em 2010, apenas 7,9% dos brasileiros possuíam diploma. Mas a busca pela graduação está crescendo. Nos últimos dez anos dobrou o número de matrículas no ensino superior e hoje, são mais de 7 milhões e 200 mil brasileiros em cursos de graduação, pós-graduação e cursos seqüenciais. Outro dado interessante é de que 74% das matrículas dos cursos de graduação estão concentradas em instituições privadas. Na verdade, o Brasil parece viver um momento de explosão do ensino superior particular.
 Segundo ministério da educação as faculdades particulares do país possuem o dobro de alunos por sala que as públicas. Mas o crescimento de vagas foi desordenado e provocou a queda de qualidade e, em alguns casos, o prejuízo para estudantes que apostam nas pequenas instituições de ensino é irreparável.
 De acordo Ministério Público Federal, só no Pará, nos últimos dois anos, 16 cursos de graduação foram suspensos por que não cumpriam regras estabelecidas pelo MEC ou simplesmente foram abertos sem autorização oficial. Todos os anos, pelo menos 10 mil alunos concluem cursos pelas instituições processadas ou investigadas.
Para debater o assunto, o “Na Pauta” desta quinta-feira (27) recebe a professora e presidente do Conselho Estadual de Educação, Suely Menezes e o Procurador do Ministério Público Federal Alan Mansur.
 Não perca o “Na Pauta”, nesta quinta-feira (27), às 19h45.

Fonte: Portal Cultura

quarta-feira, 26 de março de 2014

PREFEITURA DE BAGRE ACABA COM DÉFICIT DE SALAS DE AULA NO MUNICÍPIO.

O prefeito do município de Bagre, Cledson Rodrigues, inaugurou nesta terça (25) a Escola Municipal de Ensino Fundamental Professora Elizabeth Farias Lobato Rodrigues.A escola que conta com 14 salas de aula, incluindo uma sala para alunos com necessidades especiais euma sala de reforço escolar “mais educação”, deve atender cerca de 700 alunos. Além das salas aula a escola conta ainda com laboratório de informática equipado, biblioteca com um vasto acervo literário, sala de leitura e sala de orientação pedagógica.
Ampla e arejada a escola tem arquitetura nos padrões exigidos pelo MEC
 A comunidade bagrense, professores, pais e alunos do ensino fundamental comemoram essa conquista, com a inauguração da Escola Professora Elizabeth a prefeitura de Bagre acaba definitivamente com o déficit de sala de aula que existia no município. Há cinco anos Bagre contava com apenas quatro salas de aula na sede da cidade, hoje já são quarenta e quatro salas.
Durante a inauguração da escola o prefeito Cledson Rodrigues destacou o fim desse déficit na educação. “Hoje nenhuma criança deixará de estudar por falta de vaga na escola, hoje temos vagas para os próximos 10 anos”,afirmou o prefeito.
Biblioteca com espaço adequado
Para o secretário municipal de educação, Edivan Pessoa,a construção e a ampliação das escolas do município vão muito além da conquista física, “não foi só em tijolo e cimento que avançamos”. Segundo ele, “os avanços na educação vão além dos prédios, nossa educação tem dado um salto de qualidade, a nota do IDEB é uma prova disso”.
 Cledson Rodrigues aproveitou a ocasião para anunciar que dentro de alguns dias a prefeitura lançará a Caravana Novo Bagre, e em seu lançamento a caravana vai promover uma maratona de inaugurações na Zona Rural do município, “temos mais treze escolas em obras no interior, a maioria em fase de acabamento”, disse o prefeito.
Laboratório de Informática proporcionará inclusão digital
  A inauguração da escola Professora Elizabeth Farias fez parte da programação do aniversário de 52 anos de Bagre, além disso, o município comemorou também os cinco anos do Programa de Desenvolvimento Municipal Novo Bagre, um plano de ação do Governo Municipal que planeja e executa uma serie de obras e serviços conforme a necessidade e prioridade da população.

Fonte: Assessoria de Comunicação - Prefeitura de Bagre

quarta-feira, 19 de março de 2014

BAGRE: 52 ANOS DE EMANCIPAÇÃO

A Prefeitura Municipal tem a satisfação de convidar você e sua família para juntos comemorarmos o aniversário de nossa cidade.
Além dos 52 anos de emancipação de Bagre, vamos comemorar 5 anos de Novo Bagre.
Destacamos a inauguração da nova escola Professora Elizabeth Farias Lobato Rodrigues, no bairro do Veterano.

Vamos todos participar com muita paz e alegria!

Parabéns Bagre!
52 anos de emancipação. 5 anos de Novo Bagre.

Confira a programação!

25 de Março | Terça Feira:
- 06h Alvorada
- 08h Missa na Igreja Matriz
 - 09h Inauguração da Escola Professora Elizabeth Farias Lobato Rodrigues. (inauguração com serviços de SAÚDE e CIDADANIA)
- 16h Amistoso de futebol master: SELEÇÃO DE BAGRE x PAYSANDU | Local: Pitbicha
- 20h Shows no Calçadão: BANDA FEST SHOW, MAJOR LOCK E SWING POP. PARTICIPE!

FADIRE FOI RECOMENDADA PELO MPF A PARAR ATIVIDADES NO PARÁ

Cursos em SSBV: Também irregulares
Mesmo após o caso FACETE  que prejudicou milhares de alunos espalhados em 12 municípios marajoaras, outras faculdades irregulares se instalaram no Marajó e continuam a enganar este povo.

Após denuncia feita ao MPF de que a FADIRE - Faculdade de Desenvolvimento e Integração Regional,  estaria (e ainda está) ofertando cursos de graduação e pós-graduação em Muaná, no Marajó, o Procurador da República Alan Mansur, recomendou, em 18 dezembro de 2013,  sob pena de em caso de recusa encaminhar processo à Justiça Federal, que a FADIRE não ofereça cursos de graduação e pós em todo o território paraense, pois, não está autorizada pelo MEC. (leia abaixo a recomendação).

RECOMENDAR 

à Faculdade de Desenvolvimento e Integração Regional – FADIRE, na pessoa de seu Representante Legal que: 

a) que não divulgue em nenhuma mídia, inclusive eletrônica, e não oferte cursos de graduação em nenhum município do Estado do Pará, sem o competente ato autorizativo expedido pelo MEC; 

b) que se abstenha de firmar parceria com qualquer instituição para a oferta de cursos de graduação, na modalidade presencial, nos municípios paraenses, sem o competente ato autorizativo expedido pelo MEC; 

c) não divulgue em nenhuma mídia, inclusive eletrônica, e não oferte cursos de pós-graduação stricto sensu, curso de Mestrado em Ciências da Educação, em nenhum município paraense, sem a competente recomendação expedida pelo CAPES/MEC; 

d) que se abstenha de firmar qualquer contrato/convênio com outras instituições não credenciadas

O que é de se estranhar é a omissão (ou conivência) da secretarias municipais de educação e dos conselhos municipais de de educação, que fazem "ouvidos de mercador" e fingem que não enxergam o problema.
Esta mesma FADIRE está instalada em SSBV, assim como outros que não têm algum registro ou autorização do MEC para ministrar tais cursos.
Veja se a faculdade que oferece cursos em seu município está regular acessando o site do MEC ( https://emec.mec.gov.br/ ) e denuncie ou peça informação ao Ministério Público Federal no site (http://cidadao.mpf.mp.br/)
Breve postaremos a situação da FAIBRA (Curralinho) e CEEL (São Sebastião da Boa Vista)
Abaixo leia na integra a recomendação:




pelo MEC e instituições estrangeiras, com a finalidade de ofertar cursos de pós-graduação stricto sensu (Mestrado), nos municípios paraenses. 

Em São Sebastião da Boa Vista a instituição fez ampla divulgação de cursos e continua a ministrar aulas, mesmo com recomendação contrária.

Veja PRINT da recomendação. 

terça-feira, 18 de março de 2014

TÉCNICOS DO HRM VISITARÃO BAGRE

A direção do Hospital Regional Público do Marajó (HRPM) dará continuidade à programação de visita técnica às localidades vinculadas ao 8° Centro Regional de Saúde (8° CRS), que é composto pelos municípios de Breves, Bagre, Curralinho, Anajás, Portel, Melgaço e Gurupá. A ação teve início em fevereiro, com visita ao município de Melgaço. Nesta quarta-feira, 19, será a vez de Bagre receber a comitiva, que também é composta por representantes do 8° CRS.
A programação tem o objetivo estreitar as relações entre o hospital e o sistema de saúde dos municípios pactuados, além de recolher informações sobre as peculiaridades e eventuais dificuldades dos municípios dessa área do Marajó.
Segundo a diretora técnica do HRPM, Ligia Martucci, a situação será oportuna para expor as metas e as probabilidades do hospital, destacando o apoio do Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), que administra a instituição em parceria com o Governo do Estado, para melhorar cada vez mais o atendimento à população usuária dos serviços.
A visita, que contará com parceria da Polícia Militar, que cederá o transporte fluvial para a equipe técnica, sairá de Breves às 8h. A ação terá início com visita à Secretaria Municipal de Saúde, seguindo para a Unidade Básica de Saúde (UBS) e o Hospital Municipal. Logo após, os técnicos participarão de reunião na Câmara Municipal com médicos da localidade, para encerrar as atividades do dia.

Continue lendo...

segunda-feira, 17 de março de 2014

AINDA É TEMPO

Ex-vereador e segundo colocado nas eleições de 2012, Reinaldo Silva externa toda sua angústia perante o caos instalado em São Sebastião da Boa Vista

Em 2012, o então candidato Rey com o Sen. Jader Barbalho e Ver. Scaff
"Sábado estive na Câmara assistindo a sessão ordinária onde foi discutida uma moção de apoio à criação da companhia de policia militar em nosso município, em seguida moradores da estrada Boa vista/Cocal foram ouvidos pelos vereadores presentes. Há aproximadamente quatro meses foi realizada uma das tantas audiências “públicas” sobre segurança pública no salão nobre da prefeitura, estavam presentes; Prefeito, vereadores, Comandante da PM no Estado e representante do Secretário de Segurança Publica do Estado.
Nos discursos de abertura a representante do governo do estado afirmou que estaria no município para resolver de imediato o que fosse necessário. 
A Professora Maria Farias pediu providencias quanto ao abandono por parte do poder publico municipal em relação ao prédio que funcionava como alojamento de policiais militares, e que providencias foram tomadas? 
Foi feita uma limpeza e uma cerca no local, mas para que isso acontecesse criminosos usaram o local para cometer um crime bárbaro, ceifando de forma cruel a vida de uma jovem. 
Na oportunidade fiz um pedido às autoridades, já que estávamos diante de quem comandava a segurança no estado, que fosse feito naquele momento o aumento do efetivo de policiais militares, pois nosso município tem apenas 7 e em Muaná teriam mais de 30. 
O que tivemos de resposta? 
Que não poderia ser feito naquele momento, pois o estado não tinha efetivo suficiente. 
Vamos ser realista, documentos como este já foram feitos dezenas, talvez centenas de vezes durante todos estes anos e infelizmente não resolvem, nosso município chegou ao ponto de os problemas só serem amenizados através de pressão ou após acontecer tragédias como por exemplo alguém ter que pagar com a vida. 
Hoje a realidade é que o Estado não nos reconhece na prática como um município paraense e o Poder Executivo Municipal só sabe lavar as mãos diante dos problemas e tentar transferir responsabilidades. 
Será tão difícil a criação de uma Guarda Municipal? 
E a ajuda de custa e apoio efetivo aos policiais, é impossível de se fazer? 
Para reformar banco de praça uma criança teve que pagar com a vida, para isolar um prédio publico, uma jovem pagou com a vida, dia desses, mãe e filha morreram no momento do parto no hospital, será que se fosse permitido o pouso de avião em nossa cidade essas vidas não seriam salvas? 
No período eleitoral foi colocada uma placa que indicava uma reforma na ponte Romeu Monfredo, agora não é apenas a ponte, a placa também tá precisando de reforma. 
Não estariam sendo colocada em risco a vida de dezenas de crianças que andam por sobre a ponte em um ônibus escolar? 
Ou não seria necessária a reforma da ponte? 
Então, pra quê a placa? 
Fico triste de ver meu município ABANDONADO e pessoas inescrupulosas se acovardando e por medo de enfrentar o problema se escondem atrás de secretários e funcionários que não tem poder pra NADA. 
Já está passando da hora de honrar compromissos e os mais de oito mil votos de confiança que tiveram, está na hora de pessoas e INSTITUIÇÕES que defenderam e se empenharam na campanha para que o “BEM” vencesse as eleições dos maus, deixe seus acordos e interesses próprios de lado e cobre que tenhamos um governo decente.  Está na hora de respeitar e entender que o povo é o patrão e não mendigo atrás de esmolas.  CHEGA de ficar tentando continuar enrolando a população com propagandas, fotos e conversinhas. 
Não concordo quando dizem que o povo tem o governo que merece, pois povo nenhum merece este tipo de governo que temos. 
Aos “representantes” do estado que deixem seus acordos de lado procure mostrar ao Governo do Estado que aqui também é Pará, que nosso prefeito honre a confiança que nossa gente lhe depositou e que as pessoas não deixem de mostrar e acreditar na verdade a troco de emprego ou qualquer outra vantagem pessoal, porque no final das contas quem paga o preço pela inoperância e descaso dos governos somos todos nós. 
Ainda é tempo NOSSA GENTE MERECE NO MÍNIMO, UM MUNICÍPIO SEGURO, COM ATENDIMENTO DE SAÚDE DIGNO E UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE. 
NOSSA GENTE PRECISA SER TRATADA COMO GENTE!"

sábado, 15 de março de 2014

MANIFESTAÇÃO DE MORADORES PARA MELHORIA DA ESTRADA BOA VISTA/COCAL

Boa Vista/Cocal: Intrafegável
Moradores saíram às ruas de SSBV
 Na manhã deste sábado (15) alguns moradores empunharam cartazes e saíram às ruas de São Sebastião da Boa Vista para cobrar do executivo providências acerca das condições da estrada Boa Vista/Cocal.
Segundo o radialista Afinéias Marinho,  que recentemente fez reportagem para a Rádio Rural, ouviu e sentiu o que os moradores estão passando por maus momentos com a falta de respeito do administrador municipal. Afinéias constatou que  além da lama, a estrada tem muito lixo, cachorro morto e a até um bezerro morto foi  jogado no lixão que já faz parte da convivência dos moradores inconformados com tanto descaso.

quinta-feira, 13 de março de 2014

CÂMARA MUNICIPAL DE PORTEL APROVA MOÇÃO DE REPÚDIO CONTRA A EMPRESA MARTINS AGROPECUÁRIA (GRUPO MARTINS)

A Moção de Repúdio 001/2014, assinada pelos 13 vereadores da CMP, foi colocada em discussão e votação na manhã desta quinta (13).
Nela, vereadores repudiam a forma arbitrária e autoritária que a Empresa Martins Agropecuária  - Grupo Martins

 (que está no município de Portel desde 1971), vem tratando homens e mulheres que vivem às margens dos rios ou entorno a sua extensa área de terra “conseguidas através de grilagem oficial e em total detrimento de comunidades tradicionais cujos direitos humanos foram violados” (Ismael Moraes, 2008) .
Ocupando uma área que chega a mais de 155.000 ha(hectares) que faz limite ao norte com a fazenda ABC, ao sul com o município de Tucuruí, ao leste com o município de Bagre e Oeiras do Pará; e a oeste com o rio Pacajá, a empresa vem costumeiramente proibindo que moradores do entorno adentrem as “suas terras” para que tenham acesso ao rio Pacajá ou à PA 368 (Portel/Cametá), quando necessitam socorrer parentes adoentados ou acidentados, assim como, precisam urgentemente ir ao município de Tucuruí (por ser mais próximo), ocasionando transtornos irreparáveis à estas famílias.
A Câmara Municipal de Portel, de forma unânime, aprovou esta moção de repúdio e encaminhará amanhã (14) expediente ao Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), ao Instituto de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), ao Instituto de Terras do Pará (ITERPA), à Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA), à Polícia Rodoviária Estadual, à Polícia Federal (PF), à bancada do Pará na Câmara e no Senado Federal, ao Ministério Público Federal (MPF) e ao Bispo Dom José Luiz Azcona Hermoso (Bispo da Prelazia do Marajó), para que tomem providências e façam cumprir o Art. 5º da Constituição Federal de 1988  em seu  inciso XV – “é livre a locomoção no território nacional em tempo de paz, podendo qualquer pessoa, nos termos da lei, nele entrar, permanecer ou dele sair com seus bens” onde garante o direito de ir e vir do cidadão.

ASCOM/CMP

quarta-feira, 12 de março de 2014

RAPIDINHAS

Voltamos com esta sessão depois de alguns meses sem publicá-la;. Te abicora !

*** Chegou ao blog a informação que prefeito e vereador do PT de uma cidade marajoara às margens do rio Pará, em troca de favores da Côrte de Contas, irão apoiar jovem vereador de Belém ( que não é petista) que vem a Deputado Estadual nesta eleição. Um doce para quem adivinhar de qual cidade é esta "dupla dinâmica".

*** O recém-empossado Dep. Zé Francisco (PMN) que ficou na vaga do Dep. Gabriel Guerreiro (PV), tem percorrido o Marajó tentando fortalecer o seu partido para as eleições de outubro próximo e municipais de 2016. Com a caravana MobilizandoparaPMN o deputado e equipe visitaram recentemente Oeiras do Pará e Curralinho.

*** Em Oeiras do Pará,  onde o prefeito Ely Batista e a presidente da Câmara, Malena Batista, compõem as fileiras do PMN, a caravana nem ao menos comunicou as autoridades locais de sua visita. O prefeito que estava enfermo no dia da visita ( 28/02) teve que providenciar de urgência uma recepção. Dizem as más línguas que o Dep. Zé Francisco estaria deveras  aborrecido com o fato de Ely e Malena Batista estarem de chamego politico com a Deputada Cilene Couto (PSDB).

*** Em Bagre,  a ida de Sergio Leão para o TCM praticamente "cortou as pernas" da oposição, encabeçada pela ex-prefeita Telma Sena. Com sérios problemas com o TCM, Telma terá inviabilizada possível candidatura em 2016.

*** A repercussão do desabafo de uma professora da zona rural de Melgaço externando a precariedade dos espaços físicos das escolas do Marajó, gerou desconforto em muitos. Alguns até acusaram o blog de estar publicizando inverdades... Creio que alguns não conhecem a realidade do Marajó

Voltaremos na próxima quarta....

segunda-feira, 10 de março de 2014

PREFEITURA DE BAGRE EMITE NOTA ESCLARECENDO SOBRE DENÚNCIA DE NEGLIGÊNCIA EM HOSPITAL MUNICIPAL

Após denuncia feita em rede social, onde a denunciante afirma que uma pessoa ligada a ela teria sido vítima de negligência no hospital municipal de Bagre, no Marajó, a prefeitura através de sua assessoria de comunicação emitiu nota esclarecendo o fato (print). Segundo a denunciante, a criança nasceu prematuramente por falta de médicos no hospital municipal.
Conforme a nota, a equipe médica do Dr. Flávio Chaves, que é vereador em Oeiras do Pará, atendeu por volta das 9:30hs a parturiente, mas não podia fazer mais nada pois a criança já estava sem batimentos cardíacos, ocasionando óbito intrauterino.
O blog se coloca à disposição da família enlutada para que seja dada a sua versão.

quinta-feira, 6 de março de 2014

A EDUCAÇÃO PEDE SOCORRO: PROFESSORA DESABAFA EM REDE SOCIAL

 Desabafo da professora Mayara Teixeira em seu perfil do facebook.

Escola da maioria da zona rural do Marajó
A mesa da professora Mayara
Eu, PROFESSORA RIBEIRINHA, resolvi gritar por socorro. 
Eu existo, meus alunos existem. Somos reais, olhem por nós. Trabalho na cidade de Melgaço, região do Marajó, estado do Pará, segundo o IBGE, a cidade com o pior IDH do país. 
Tantos bilhões investidos na COPA do mundo, alguém arrisca quanto foi gasto aqui? 
Em ano de Copa do Mundo, eu só desejo uma Escola de QUALIDADE. 
Tanta preocupação se os campos ficarão prontos a tempo... meus alunos também estão preocupados, se HOJE terá merenda, que para muitos, é a única refeição do dia. 
Tanta preocupação com o bem estar dos torcedores e turistas, cadeiras reclináveis, confortáveis... e eu não tenho nem onde sentar. 
Tanta preocupação com a estrutura dos estádios, todos cobertos, preparados para as eventuais mudanças climáticas... e eu aqui, torcendo para não chover, pois o teto de palha não aguenta os fortes temporais nessa época do ano, me fazendo interromper a aula. 
Como disse o Ronaldo, o fenômeno não, fenômeno somos eu e meus alunos que temos que lutar todos os dias, "Não se faz copa do mundo com hospitais" e pelo jeito, nem com ESCOLAS. 
A EDUCAÇÃO grita por socorro: Governo, finge que sou COPA DO MUNDO, investe em mim! MELGAÇO-PARÁ-BRASIL (O país da copa)

O município onde a professora ministra aula é a penas um detalhe. Esta situação é pertinente em todos os municípios marajoaras.

DEZESSEIS FACULDADES SÃO SUSPENSAS NO PARÁ EM DOIS ANOS

Outras dez respondem a processos judiciais ou foram recomendadas pelo MPF a interromperem cursos não credenciados no MEC, e mais onze são investigadas 

Já chega a 16 o número de cursos de graduação suspensos no Pará nos últimos dois anos por terem sido abertos sem autorização oficial ou por descumprirem outras regras estabelecidas pelo Ministério da Educação (MEC). Os dados são de levantamento realizado esta semana pelo Ministério Público Federal (MPF) no Estado, autor de ações judiciais que levaram à suspensão de cursos pela Justiça Federal e de Termos de Ajustamento de Conduta (TACs) para a interrupção dos cursos pelas próprias empresas irregulares.
As duas últimas suspensões foram determinadas este ano pela Justiça Federal. Foram suspensos os cursos de graduação e pós-graduação oferecidos pelo Instituto Brasileiro de Educação e Saúde (Ibes), em sentença assinada em janeiro, e os oferecidos pela parceria entre o Instituto Educacional Convictus, a Faculdade Aberta de Filosofia, Teologia, Educação Física e Pedagogia Religiosa (Faentrepe) e a Escola de Formação Teológica e Profissional (Eftepro), em decisão liminar (urgente) de fevereiro.
No mês passado a atuação do MPF também levou à assinatura de um TAC pela Faculdade de Teologia, Filosofia e Ciências Humanas Gamaliel (Fatefig), com sede em Tucuruí, no sudeste do Pará. O TAC prevê medidas reparatórias tanto para o caso de a faculdade conseguir aprovação do MEC para curso de enfermagem quanto para o caso de o curso não ser autorizado.
Além da falta de autorização do MEC para realização de cursos no Estado, empresas que promovem cursos superiores no Pará também estão sendo descredenciadas pelo MEC por descumprimento de outras regras referentes ao funcionamento de instituições de ensino. Em dezembro de 2013 o MEC descredenciou a Faculdade de Tecnologia AD1, que tem sede no Distrito Federal e atuava no Pará em parceria Unisaber.
Entre as irregularidades cometidas pela AD1 estão a mudança de local de funcionamento sem autorização do MEC, não atendimento de prazos para protocolo de pedido de reconhecimento de curso, não entrega dos diplomas aos concluintes dos cursos de graduação, desrespeito a determinação de suspensão de matrículas de novos alunos nos cursos oferecidos pela instituição de ensino.
Outras dez empresas ou já foram recomendadas pelo MPF a suspenderem as atividades irregulares no Pará ou estão respondendo a processos judiciais em que o MPF pede a suspensão dos cursos. No Estado, há, ainda, dez instituições sob investigação pelo MPF e uma sendo investigada pelo MEC (a Faculdade de Ciências Humanas de Vitória - Favix, contra a qual o MPF já conseguiu na Justiça decisão que obriga a instituição a suspender cursos irregulares no Estado). Durante essa investigação, o MEC já determinou a suspensão de inscrições de novos alunos na Favix.
O Procurador Regional dos Direitos do Cidadão, Alan Rogério Mansur Silva, responsável pela maioria das ações e investigações, projeta em cerca de 10 mil o número de alunos que todo ano concluem cursos pelas instituições processadas ou investigadas. Ibes – A ação contra o Ibes foi proposta em junho de 2012. Investigação do MPF identificou que o instituto anunciava cursos de graduação e pós-graduação em Fordlândia, Divinópolis, Rurópolis, Placas, Itaituba, Trairão, Altamira, Novo Progresso, Oriximiná e Santarém. Os cursos, no entanto, não eram credenciados no MEC. Decisão do juiz federal Rafael Lima da Costa impede a empresa de anunciar-se como instituição e de promover cursos de graduação ou pós-graduação sem credenciamento no MEC, além de suspender os cursos ilegais em andamento e as matrículas para esses cursos. A instituição também está proibida de firmar qualquer tipo de convênio, com validade no Estado do Pará, com instituições credenciadas pelo MEC, para expedir diplomas de nível superior a seus alunos. Por causa dos danos morais provocados, o Ibes foi condenado a pagar R$ 10 mil para cada aluno que participou dos cursos ofertados indevidamente.
 Qualquer pessoa que tiver informações sobre a continuidade ou a abertura de possíveis cursos irregulares por essas empresas no Pará pode enviar denúncia ao MPF pela Sala do Cidadão (http://cidadao.mpf.mp.br/
 Para saber se uma instituição de ensino é credenciada ou não junto ao MEC:
Internet: http://emec.mec.gov.br/
Telefone: 0800-616161 (ramal 4 e depois ramal 1)
Para denunciar instituições que estejam atuam de maneira irregular: http://cidadao.mpf.mp.br/

quarta-feira, 5 de março de 2014

CARNABOAVISTA 2014 - POVO DEU A RESPOSTA

Embora muitos terem evitado em curtir o carnaval na Veneza do Marajó por conta da onda de violência que se instalou na cidade nas últimas semanas, o povo boavistense foi às ruas e provou que é um povo ordeiro.
Apesar de algumas pequenas desordens comandadas pelo uso excessivo de álcool, o clima geral foi de pura descontração.
Os blocos "Tô na Onda";  "FlaBoavista"; "Num Podi Piribi"; "Me Leva"; "Miriti" e outros, fizeram a alegria de centenas de foliões.
Mesmo com a "gafe" da SEMCULT de anunciar a Banda Amazonas e trazer outra banda, todos queriam mesmo era se divertir.
Parabéns a todos que fizeram o carnaval em São Sebastião da Boa Vista e,  principalmente, àqueles que preservam a  boa fama do boavistense.

segunda-feira, 3 de março de 2014

CARNAPORTEL 2014 SE DESTACA COMO UM DOS MELHORES DO MARAJÓ

O governo municipal de Portel vem desde o ano passado buscando melhorar a estrutura, garantir segurança e proporcionar diversão e entretenimento nestes cinco dias de momescos.
Aos blocos que animam o CARNAPORTEL foi distribuído ajuda financeira.Um belíssimo "corredor da folia" foi montado este ano, com camarotes e iluminação adequada.
O trio-elétrico recebeu telões de LED e em cima diversas bandas fizeram a alegria dos brincantes.
Neste ano o reforço policial e a contratação de seguranças particulares também proporcionaram tranquilidade ao evento.
A organização do evento ficou por conta da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo, que recebeu apoio de todas as secretarias municipais e fizeram o melhor carnaval da cidade de todos os tempos.
Veja algumas imagens feitas pelas lentes de José Ribamar.








PREFEITO DE SSBV NÃO FACULTA A SEGUNDA E A QUARTA

O prefeito de SSBV
Quando eu digo que o prefeito de São Sebastião da Boa Vista tinha mesmo era uma grande vontade de ser eleito apenas para ter o gostinho de oprimir as pessoas,vocês não me dão razão.
Mais uma vez ele anda na contramão do bom senso exigindo que todo o funcionalismo municipal cumpra horário nesta segunda-feira e na quarta-feira (o dia todo).
Compreendo que o carnaval não é feriado nacional como muitos pensam, necessitando de lei estadual,  municipal ou decreto que o regulamente, mas, tolir o sacrificado funcionalismo deste descanso ou folia no tão esperado período momesco, reflete a gestão ditatorial em SSBV.
Com a palavra os aspones....