terça-feira, 30 de abril de 2013

PREFEITURA DE BAGRE EMITE NOTA ESCLARECENDO OS "APAGÕES" NO MUNICÍPIO


NOTA DA REDECELPA

A Celpa lamenta o ocorrido e informa que a equipe está percorrendo a área do linhão que atende a subestação, desde Portel até Bagre, para identificar a causa do problema, acreditando nesse momento que alguma árvore de grande porte possa ter caído sobre algum ponto do linhão na mata fechada e interrompido o fornecimento de energia elétrica. Por sua vez, a usina que atende o município teve problemas em sua geração durante o fim de semana, o que causou a falta de energia local.
Mas os técnicos da Celpa já conseguiram estabelecer a operação parcialmente.

Flavia Chaves e Ana Tereza
Assessoria de comunicação da Celpa
91- 32106703

APENAS 2 MUNICÍPIOS NO MARAJÓ ESTÃO EM DIA COM O PNAE

Secretarias podem ter recursos negados por não prestar contas

O prazo para apresentação das prestações de contas de três programas federais na área de educação termina hoje dia 30 de abril e muitas prefeituras e governos estaduais ainda não enviaram os dados referentes às competências de 2011 e 2012.
Os entes federativos devem encaminhar as informações do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), do Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (Pnate) e do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) para o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), para não correr o risco de ter os recursos desses três programas bloqueados

Lista de Municípios no Marajó que não prestaram conta - PNAE -

1 - Afua - 2012
2 - Anajás - 2012 - 2011
3 - Breves - - 2011
4 - Cachoeira do Arari - 2012 - 2011
5 - Chaves - 2012 - 2011
6 - Curralinho - 2012 - 2011
7 - Gurupa - - 2011
8 - Muaná - 2012
9 - Ponta de Pedras - 2012 - 2011
10 - Portel - 2012 - 2011
11 - Salvaterra - 2012 - 2011
12 - Santa Crus do Arari - 2012
13 - São Sebastião da Boa Vista - 2012 - 2011
14 - Soure - 2012

Fonte: Portal MEC

Somente Bagre e Melgaço prestaram contas com a Merenda Escolar nos anos de 2011 e 2012.

segunda-feira, 29 de abril de 2013

MARAJÓ E O PLANO FANTASMA

Extraído do site do Senado Jader Barbalho


Com muita irritação enviei essa semana pedido de informações – por meio da Mesa do Senado Federal – à ministra chefe do Gabinete Civil da Presidência da República, Gleisi Hoffmann, sobre a verdadeira história do Plano de Desenvolvimento Territorial Sustentável do Arquipélago de Marajó, lançado pelo ex-presidente Lula em 2006, numa grandiosa festa no município de Breves. O Plano previa investimentos em todos os setores. Perfeito no papel mereceu saudação do bispo da Prelazia de Marajó, Dom José Luiz Azcona, que ressaltou no documento a “transparência ética dos responsáveis”. Haveria uma revolução no maior arquipélago fluvio-marítimo do mundo, onde seriam investidos 2 bilhões de reais.
 Nada aconteceu até hoje. Marajó continua com as mesmas mazelas contemporâneas: tráfico humano, prostituição infantil, ataques de piratas nas embarcações, desemprego, falta de infraestrutura, transporte precário, e tudo o mais que estamos cansados de saber. Entretanto, passados mais de seis anos, vejo que em uma reunião em Belém, o Ministério da Integração Nacional reencarnou o velho plano de Lula. De novo, agora em 2013, foram prometidos investimentos do governo federal, na ordem de 2 bilhões, em Marajó e região do baixo-Tocantins. Ora, o Plano Marajó já havia sido incluído no orçamento da União e deveria ter sido concluído até 2011. O que aconteceu?
 Os paraenses estão cansados de embromação. Cansados de serem usados pelas máquinas de propaganda com promessas e mais promessas sem nenhuma consequência prática. E para piorar, logo depois vem a notícia de que o Ministério da Integração vai investir apenas 23 milhões em Marajó, na construção de sistema simplificado de abastecimento de água, e na fomentação de cadeias produtivas de açaí, leite de búfala e mandioca. Ora, faça-me o favor! O Poder Executivo tem trinta dias para responder à minha solicitação. Dependendo da resposta, posso pedir a intervenção do Ministério Público Federal para cobrar responsabilidades das autoridades governamentais

Continue lendo...

sexta-feira, 26 de abril de 2013

"FAZENDO UM 21" POR CINCO REAIS

O título desta postagem tenta fazer paródia com o slogam publicitário da EMBRATEL, mas, o tema é muito sério. O blog esteve durante dois dias no Rio Anapu, Comunidade Santo Amaro, Município de Portel/Marajó para cobrir uma sessão itinerante da Câmara Municipal de Portel.
O problema de comunicação no Marajó parece não ter fim
Um morador da comunidade relatou aos presentes na sessão que a localidade tem o custo de ligação telefônica mais caro do mundo.
Acreditem, vinte segundos (20") de chamada custa a bagatela de R$ 5,00. Como os moradores precisam ligar para seus familiares na sede do município, ou até mesmo pedir socorro quando alguém adoece gravemente, o custo do serviço fica insustentável. 

AVIÃO CAI EM BELÉM

Depois da tragédia que matou 12 pessoas no Rio Arari, agora um avião que saiu do município de Chaves, no Marajó, também sofreu grave acidente.
Segundo informações, um monomotor da empresa BRABO TÁXI AÉREO, caiu por volta dàs 9:25 desta sexta (26) próximo ao aeroporto Julio César.
O Avião vinha com 6 pessoas (sendo 2 crianças), incluindo passageiros e tripulação.
Informações emitidas pela imprensa que cobre o acidente dão cointa que o piloto, conhecido como Cancela e um passageiro, morreram no acidente.
Em Breve atualizaremos esta postagem com maiores informações.

Atualizada às 10:42hs

O jornalista Cleiton César ‏@Cleiton_Cesar  informa em seu twitter:
" Bombeiros confirmam agora que o acidente aconteceu às 9h30. 7 pessoas a bordo, 5 adultos (3 mulheres e 2 homens) e 2 crianças (1 de colo)".

Atualizada às 12:40hs

Informações repassadas pela assessoria do Hospital Metropolitano esclarecem que o piloto, Paulo Cancela ainda está no bloco cirúrgico, em estado grave, mas como vida.

SEGURO-DEFESO: PF APERTA O CERCO AOS FRAUDADORES

Foi deflagrada nesta quinta-feira (25), no Pará, duas operações de combate a fraudes na obtenção e concessão de seguro desemprego destinado ao pescador artesanal, denominadas 'Tétis' e 'Proteu' pela Polícia Federal, com apoio do sistema de Segurança Pública e da Polícia Civil do Pará, além do Ministério do Trabalho e Emprego. As investigações mais intensas tiveram início há cerca de dez meses, decorrentes da análise de mais de três centenas de inquéritos que apuram fraudes na concessão e recebimento do chamado seguro-desemprego do pescador artesanal no Pará. Procurando, de forma sistemática, reprimir tais ilegalidades, foram selecionados os municípios com maior incidência de inquéritos em decorrência de tais crimes.
Em razão da estrutura das organizações e da logística a ser empregada nos municípios do Arquipélago do Marajó, foram conduzidas duas investigações paralelas e coordenadas (Proteu e Tétis). Em ambas, o objetivo era a apuração de possível ocorrência de crimes de formação de quadrilha, falsidade ideológica e estelionato qualificado, tipificados nos artigos 171, §3º, 288 e 299 do Código Penal, tendo em vista a notícia de que grupo criminoso estaria atuando no sentido de providenciar a documentação necessária para que moradores do município de Curralinho/PA e região de Breves/PA e até mesmo da capital (Belém/PA) recebessem indevidamente benefício do seguro desemprego do pescador artesanal (Operação Tétis). Da mesma forma, no intuito desarticular quadrilha que atua em Salvaterra/PA e Soure/PA, foi iniciada a Operação Proteu, resultado, também, de dados colhidos em outra centena de procedimentos e análise de relatório de análise técnica que identificou 78 beneficiários do seguro que trabalhavam na Prefeitura de Salvaterra/PA. Nas duas investigações, observou-se a atuação de servidores públicos na facilitação das fraudes.
A operação é pioneira no estado do Pará, que já chegou a concentrar 44% de todos os benefícios concedidos no país, sendo grande parte deles fraudulentos. Estima-se que o prejuízo à União, desde 2010, ultrapasse o valor de R$ 18 milhões, ressaltando que a fraude, segundo consta, ocorre há vários anos. Nas operações, foram cumpridos 19 mandados de prisão preventiva (Tétis); 19 mandados de prisão temporária (Proteu); duas conduções coercitivas (Tétis); 41 mandados de busca e apreensão (Proteu e Tétis); 8 afastamentos de servidores públicos (Tétis); bloqueio de 44 contas bancárias (Proteu e Tétis); cancelamento de 19 RGP - Registro Geral de Pesca (Tétis). Entre os presos, estão servidores públicos 13 (Proteu e Tétis) pertencentes à CEF, Ministério do Trabalho e Emprego e SINE, além de presidentes de colônias de pescadores e vigilantes de agências bancárias. Outros dois vereadores dos municípios envolvidos foram alvos da operação policial, bem como as sedes das Colônias de Pescadores de Curralinho, Soure e Salvaterra. As diligências foram realizadas em Belém, Barcarena, Breves, Curralinho, Soure e Salvaterra, todas no Pará, bem como em Oiapoque e Laranjal do Jari, no Amapá. Ao todo, foram utilizados 176 Policiais Federais do Pará, além do Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Amapá, Bahia e Amazonas. Houve, ainda, colaboração do Sistema de Segurança Pública e da Polícia Civil, na logística (fornecimento de aeronaves e embarcações) e na cessão de efetivo para a operação.

 Fonte:ORM

segunda-feira, 22 de abril de 2013

ALUNOS DE GEOGRAFIA DA UAB-IFPA DE SSBV DEFENDEM TCC

Malaquias; Rosana (UAB-SSBV): Michel Rodrigues: Paulo Rodrigues: Cledson Nahum: Profª Carine: Enos
Os alunos do curso de Licenciatura Plena em Geografia do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA) passaram o final de semana sob análise. É que, finalmente, a turma defendeu seu Trabalho de Conclusão de Curso - TCC- ou Trabalho Acadêmico de Curso - como é chamado no IFPA. Os 36 alunos que estão em processo de conclusão do curso a distância pelo instituto Federal do Pará, através da UAB (Universidade Aberta do Brasil), apresentaram suas Monografias no pólo da UAB da cidade de São Sebastião da Boa Vista nos dias 20 e 21 de abril.
Paulinho e Malaquias
 Todas as apresentações foram brilhantes, mas quem roubou a cena foi a dupla formada por Malaquias Castilho e José Paulo (foto), onde usaram o domínio do conteúdo e o poder da palavra para emocionar a mesa e tirar nota 10.0 por excelência.

domingo, 21 de abril de 2013

PAGAMENTO DE BENEFÍCIOS SOCIAIS EM PORTEL: O SOFRIMENTO CONTINUA...

Desde o início do ano a única lotérica do município de Portel fechou as portas sob alegação que precisava ajustar seus sistemas operacionais, com isso, os milhares de beneficiados do programas sociais do governo federal, vivem uma via-crucis para poderem receber seus benefícios.
Único revendedor lotérico do município fechado há 3 meses
Se o problema fosse apenas estrutural do único CAIXA AQUI no município  ainda dava pra aceitar, mas, o mau atendimento e o abuso dos funcionários do explorador do serviço, causa indignação geral.
"Temos que dormir na praça em frente ao Confiança (estabelecimento onde tem um CAIXA AQUI), pegamos senha às 8:00hs e apenas à tarde somos atendidos. É muito sofrimento", relatou uma senhora ao blog.
Em meio à equipamentos e gôndolas: Péssimo atendimento
Segundo informações repassadas pelo Ver. Angelo Jr., presidente da Câmara Municipal de Portel, uma comitiva de vereadores esteve semana passada na Superintendência da CEF em Belém para tratar deste assunto. O que ficou acertado é que 10 novos pontos CAIXA AQUI estão disponibilizados ao município e, incumbiu à Câmara Municipal a tarefa de buscar comerciantes que queiram/possam explorar o serviço no município.
Único CAIXA AQUI no município só atende 80 senhas por dia
O período mais intenso de pagamento dos benefício já está chegando, mais um mês de sofrimento e humilhação para este povo.

sábado, 20 de abril de 2013

APENAS 9 MUNICÍPIOS NO MARAJÓ TÊM EMBARCAÇÕES AUTORIZADAS PELA ARCOM

A Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Pará (Arcon) mantém equipes fixas e volantes em vários municípios do Estado, fiscalizando as viagens hidroviárias intermunicipais e atuando nos principais portos e terminais legalizados.
No Arquipélago do Marajó – onde aconteceu o naufrágio do barco “Leão do Norte” na noite de quinta-feira (18) -, sete empresas solicitaram autorização à Agência para operar no transporte intermunicipal.
 O total de embarcações varia de acordo com a demanda de passageiros, previamente autorizada pelo órgão. Entre os municípios do Marajó que operam com embarcações autorizadas para o transporte hidroviário intermunicipal estão Soure, Salvaterra e Cachoeira do Arari (via porto Arapari), Ponta de Pedras, Breves, Portel, Curralinho, Bagre e Muaná. No município de Santa Cruz do Arari uma empresa está em processo de regulação para operar nas viagens intermunicipais.
As demais embarcações que circulam na região operam em nível interestadual e municipal - cabendo a autorização dessas viagens à Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) e às prefeituras, respectivamente -, ou agem clandestinamente. Neste último caso, como as embarcações são irregulares, operam em portos também clandestinos, de desconhecimento da Arcon, uma vez que a regularização portuária não é competência do órgão estadual.
A embarcação “Leão do Norte” não era regulada para operar em viagens intermunicipais de transporte de passageiros, estando totalmente irregular até mesmo na Capitania dos Portos, conforme já foi noticiado pela imprensa local.

Fonte: Agência Pará

ESCOLA ALAGADA

Sabemos que o inverno amazônico maltrata muito as ruas de nossas cidades, mas, quando se trata de espaço público e , principalmente, uma escola municipal, aí não tem como duvidar da incompetência de alguns.
Na Escola Municipal Magalhães Barata, em São Sebastião da Boa Vista, os alunos são obrigados a conviver diariamente com alagamentos.  Muitas reclamações chegaram até o blog,  por isso, estamos cobrando dos "responsáveis" uma providência para a solução deste problema.
Com a palavra a SEMED de SSBV

sexta-feira, 19 de abril de 2013

SEAS REALIZA ENCONTRO COM GESTORES MUNICIPAIS NO MARAJÓ

A Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas) iniciou nesta quinta-feira (18), no município de Breves, encontro com gestores de sete municípios da região do Marajó. A reunião segue até esta sexta-feira (19) e objetiva promover uma discussão mais detalhada acerca das demandas apresentadas pelos municípios no último encontro regional, que aconteceu em Belém, assim como apresentar as ações que devem ser tomadas para essas demandas.
 Durante o mês de fevereiro, a Seas realizou em Belém, Marabá, Santarém e Altamira, o Encontro Regional de Gestores Municipais da Assistência Social, que objetivou esclarecer aos gestores e técnicos sobre as ações da Seas, assim como ouvir suas demandas e dúvidas. No último dia 5 de abril, o titular da Seas, Heitor Pinheiro, foi ao município de Breves para uma reunião com a equipe do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) da região, com o objetivo de fortalecer o trabalho do Creas nas localidades mais distantes e tornar o atendimento às famílias em situação de vulnerabilidade social mais eficiente.
 Segundo o secretário, “é fundamental fortalecer as ações do governo no interior do Estado e também esclarecer aos novos gestores municipais sobre como fazer uma gestão que atenda principalmente aquela população que está mais distante, em situação de vulnerabilidade social”. Uma equipe formada por coordenadores e técnicos das diretorias de Renda, Cidadania e Combate à Pobreza, de Segurança Alimentar e Nutricional e de Assistência Social da Seas, se deslocou ao município para tirar dúvidas acerca da política no Estado.
 Participam do encontro gestores municipais e técnicos da assistência social, representantes do judiciário, das regionais da Saúde e Educação, conselhos tutelares e conselhos de direitos, Ministério Público e equipe técnica do Creas de Breves.

Fonte: Agência Pará

NAUFRÁGIO NO MARAJÓ

Uma embarcação com cerca de 85 passageiros naufragou na madrugada desta sexta-feira (19), em frente ao município de Cachoeira do Arari, na Ilha do Marajó, a 500 metros do trapiche da cidade.
O barco "Leão do Norte" saiu ontem (18) da Vila do Arapixi, no município de Chaves, também no Marajó. Até o momento, três corpos foram localizados e outros 40 passageiros estão desaparecidos.
Os corpos já localizados são de uma mulher, um adolescente e uma criança, ainda não identificados. A prefeitura de Cachoreira do Arari auxilia nas buscas pelos desaparecidos. Várias embarcações buscam sobreviventes ainda de madrugada com o uso de holofotes. Muitas pessoas dormiam em redes espalhadas pelo barco no momento do naufrágio.
Um levantamento está sendo feito pela prefeitura do município para montar uma lista de passageiros, que a embarcação não teria. As causas do naufrágio também ainda são desconhecidas.
Uma equipe do Corpo de Bombeiros de Belém segue de helicóptero para ajudar na operação de resgate. A Capitania dos Portos da Marinha do Brasil informou também que dois navios e uma lancha da corporação estão a caminho do local do naufrágio para colaborar na operação de resgate.

(DOL, com informações do repórter Amaury Silveira)

quinta-feira, 18 de abril de 2013

RAPIDINHAS DA POLÍTICA

*** Crítico feroz do modelo de gestão da entidade, Getúlio Brabo/PT, dublê de prefeito de São Sebastião da Boa Vista, volta a filiar seu município na AMAM.

*** Mas a AMAM deve ficar mesmo inviável. Após o retrocesso de eleger Consuelo Castro para a presidência da entidade e depois de Cledson Rodrigues (Gordo), prefeito de Bagre anunciar a criação de um consórcio de municípios descontentes com os rumos da associação, agora é a vez de Marcelo Pamplona, prefeito de Santa Cruz do Arari, articular a criação de um consórcio de prefeitos do PT, sua legenda.

*** Difícil será Marcelo convencer o prefeito de Soure, João Luis, que não perde uma oportunidade de posar ao lado de gente do Governo do Pará em fotos oficiais. Já seria o pagamento pelo o apoio de Tonga (PSDB)  a sua reeleição na Pérola do Marajó ? Quem viver até 2014 verá!

*** Prefeitos marajoaras já arrumam a "boróca" para viagem a Brasilia na segunda quinzena de maio para a MARCHA DE PREFEITOS (com o pires na mão). É o último suspiro de esperança que municípios têm de receberem as perdas de repasses e outras promessas do governo federal

*** Por falar nisso, a nossa presidenta Dilma faz campanha pra reeleição com o dinheiro dos municípios.  Desonera a" linha branca", os automóveis e recentemente os itens da cesta básica. A redução do IPI, que é base dos repasses do FPM aos municípios,  faz com que municípios enfrentem dificuldades

Depois voltamos...

segunda-feira, 15 de abril de 2013

CRIADO O CONSELHO CONSULTIVO DO PARQUE ESTADUAL DO CHARAPUCU (AFUÁ)

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) do Pará instituiu nesta segunda-feira, 15, a criação do Conselho Estadual do Parque Estadual do Charapucu, unidade de conservação de proteção integral localizada no município de Afuá, que está inserido na foz do rio Amazonas, o maior rio em extensão e volume de água do mundo, coberto predominantemente por florestas de várzeas e igapós, que são recortados por uma imensa rede de rios, igarapés e lagos de águas doces.
 O conselho é de caráter consultivo e será composto por 10 membros, representantes de órgãos do poder público e da sociedade civil, designados por portaria. O presidente do conselho do Parque Estadual Charapucu é o representante da Sema, que, em suas faltas ou impedimentos, será substituído por um suplente. Caberá ao presidente a nomeação dos demais integrantes do conselho, concedendo-lhes, conforme o caso, o mandato de dois anos, prorrogável por igual período, não remunerado e considerado atividade de relevante interesse público.
O conselho do Parque Estadual Charapucu atenderá ao princípio da participação popular em sua constituição, permitindo a alternância periódica da representatividade da sociedade civil nos termos de seu regimento interno

Continue lendo....

domingo, 14 de abril de 2013

MISSÃO CUMPRIDA

Comentário deixado no post Lutando pela Sobrevivência

Evandro Dias, disse...

Flávio, aproveito esse espaço para lhe agradecer na repercussão deste caso. 
Foi através da sua ajuda e a mobilização de outras pessoas que ficaram compadecidas com caso, que o Cauã conseguiu um leito no Hospital Barros Barreto. Desde ontem (13) já vem recebendo tratamento digno, que cada ser humano merece. 
 Isso prova que ainda existem pessoas que tem amor ao próximo, quando vejo atitudes como essa renovo as esperança de ver um mundo mas justo e igualitário para todos. 
 Deve existir tantos outros casos parecido com o do Cauã, que não vem a público porque as pessoas não tem vez e nem voz, com medo preferem ficar no silêncio. 

 Muito obrigado e saudações marajoaras!

NOTA DO BLOG
Caro, Evandro
Não fizemos mais que nossa obrigação como veiculo democratizador de informação. 
Vale ressaltar o empenho da jornalista Roberta Vilanova (ASCOM/Sespa), que desde que soube do caso, providenciou auxilio
O blog gostaria de agradecer a todos os amigos ( virtuais ou não) que repercutiram o caso do Cauã.

sábado, 13 de abril de 2013

LUTANDO PELA SOBREVIVÊNCIA

O Cauã precisa de sua ajuda
Nestes 4 anos de blog nunca nos envolvemos com campanhas deste tipo, mas, agora não podemos nos abster do compromisso.
Ano passado (novembro) postamos aqui o desabafo (AQUI )do Evandro Dias, boavistense que hoje mora na Filipinas. Ele nos relata a peregrinação de seu irmão e cunhada para salvar a vida do pequeno Cauã.(foto)
É de indignar qualquer ser humano o desenrolar desta história.
Tudo começou em outubro de 2011 com a falta de assistência do Hospital Municipal de SSBV, o que ocasionou que a criança, pela demora no parto, nascer com falta de oxigenação no cérebro.
De lá pra cá as coisas só pioraram. Ana Paula, mãe do pequeno Cauã, recebeu pressão para se calar e aceitar a minguada e dispensável ajuda da administração municipal de SSBV.
Na última segunda (08), Cauã, que passa por sérios problemas de saúde desde o seu nascimento, teve o quadro de saúde agravado por conta de uma pneumonia.
Encaminhados para Belém, aconteceu por lá o que por muitas vezes denunciamos aqui: O abandono do paciente e acompanhante.
Peregrinando por diversos hospitais à procura de leito,  gastando seus últimos trocados com transporte, a família de Cauã pede ajuda.
Neste momento devemos deixar de lado questões politicas e ideológicos e ajudar esta família.
O BLOG pede encarecidamente ao prefeito Getúlio Brabo, ao vereador Delcimar Viana, ao secretário de assistência social, Neto Alves, ao ex-vereador Reinaldo Silva, aos empresários do município e à toda sociedade boavistense, que ajude esta família antes que o pior aconteça.

CONTATO: 9181-2680 (Ana Paula Reis, Mãe)


sexta-feira, 12 de abril de 2013

SETRAN VAI REESTRUTURAR AEROPORTOS EM 24 MUNICÍPIOS

Muaná será um dos municípios que ganhará novo aeródromos
O Governo do Estado vai investir R$ 60 milhões em obras de infraestrutura para melhoria do transporte aeroviário no Pará. Até o final de 2014 está prevista a construção de aeroportos em 11 municípios, e também a execução de serviços que incluem a preparação de pistas de pouso e decolagem, áreas de manobra para aeronaves e estações de passageiros em 24 localidades de diferentes regiões. a Secretaria de Transportes do Estado (Setran), responsável pelas obras, também vai recuperar a estrutura dos aeródromos já existentes em 13 municípios. A licitação para elaboração dos projetos executivos já foi aberta, e a previsão é que as obras comecem já no inicio do segundo semestre deste ano.
 “Fizemos estudos para atender principalmente as populações que estão em áreas que dependem basicamente do transporte hidroviário, que dificulta, por exemplo, o deslocamento de pessoas que precisam de atendimento medico com urgência”, destacou o titular da Setran, Eduardo Carneiro. Os 11 novos aeródromos serão implantados nos municípios de Cumaru do Norte, Floresta do Araguaia, São Geraldo do Araguaia, Curuá, Bom Jesus do Tocantins, Oeiras do Pará, Senador José Porfírio, Bagre, Muaná, São Sebastião da Boa Vista e Anajás. 

Anajás também foi contemplada
 Em outros 13 municípios já existem aeródromos, porém as estruturas são precárias. “Alguns aeroportos foram abandonados e se encontram em péssimo estado. Nesses loais não é possível mais pousar e decolar”. informou Carneiro. O Governo do Estado vai reformar as pistas que somam cerca de mil metros e construir estações para acomodar os usuários das aeronaves. Serão recuperados os aeroportos de Santa Maria das Barreiras, Tomé-Açú, Cametá, Anapu, Medicilândia, Pacajá, Afuá, Cachoeira do Ararí, Chaves, Curralinho, Ponta de Pedras, Portel e Santa Cruz do Araríi Atualmente o Pará possui 65 aeródromos públicos, incluindo o Aeroporto de internacional de Belém.

Fonte: Agência Pará

CURRALINHO RECEBE LANCHA PARA O PATRULHAMENTO FLUVIAL

Com informações de Miguel de Souza, de Curralinho.
A lancha será importantíssima para combater os crimes nos rios da cidade

A Prefeitura Municipal de Curralinho recebeu ontem (11) no Governo do Estado, 1 lancha para o patrulhamento fluvial. Com o crescente avanço dos crimes em rios, furos e igarapés da região, tornou-se indispensável a utilização de equipamentos que acelere o deslocamento de policiais para coibir práticas delituosas.
Estiveram presentes na cerimônia de entrega, o prefeito de Curralinho, Léo Arruda, vereadores, e o responsável pelo batalhão da PM no município, Sgto Mendes.

O prefeito Léo Arruda comemora a entrega da lancha

domingo, 7 de abril de 2013

PREFEITURA DE OEIRAS ENTREGA OBRAS À POPULAÇÃO

Inauguração do CRAS
Depois da árdua batalha para chegar  ao comando da prefeitura de Oeiras do Pará, Ely Batita/PMN começa a entregar obras importantes para o município
Ontem (06), ele entregou mais um CRAS (centro de Referência em Assistência Social), uma brinquedoteca e uma quadra poliesportiva.
Inauguração da Quadra Poliesportiva. Eli C. Miranda França. (PELÉ).
O município que por muito tempo foi administrado de forma unilateral e improba, agora tem em seu gestor a esperança de dias melhores.

Fonte Imagens: Gerson Miranda

sexta-feira, 5 de abril de 2013

ESCOLAS MARAJOARAS RECEBERÃO RECURSOS TECNOLÓGICOS

A ação trata da Infraestrutura Física e Tecnológica, da Educação Digital na Escola e visa disponibilizar Computador Interativo ou Laboratórios de Informática ou Laptop UCA (Um Computador por Aluno) para as Escolas. A presença de ferramentas tecnológicas educacionais nas escolas é inevitável, principalmente, na chamada “Educação Digital”, onde a tecnologia se tornou um objeto sócio cultural integrante de uma parcela crescente da sociedade e proporcionou uma mudança de comportamento com relação ao ensino e aprendizagem.

Passo a passo para aceitar a doação dos equipamentos no SIGETEC

Veja abaixo os municípios/escolas contemplados no Marajó:

Fonte: Dep. Miriquinho Batista



NÓS PODEMOS !


PORTEL E MELGAÇO RECEBEM OFICINAS DE DANÇA E TEATRO EM AÇÃO DO IAP

Uma das principais missões do Instituto de Artes do Pará (IAP) é levar suas oficinas de aperfeiçoamento e ações artísticas ao máximo possível de cidades em todo o estado. As atividades iniciadas em 2012 terão continuidade no decorrer deste ano. Para este mês de abril já estão confirmadas três oficinas no arquipélago do Marajó: dança folclórica, dança urbana e teatro. As oficinas serão realizadas entre os dias 14 e 20 de abril e todas estão com inscrições abertas.
 As oficinas serão ministradas na cidade de Portel, atendendo também a demanda de seu município vizinho, Melgaço. Cada uma tem como orientadores, importantes nomes das linguagens artísticas no Pará: Eduardo Pereira na dança folclórica, Ismael Rodrigues na dança de rua e Sílvio Sá no teatro.
 Professor, pesquisador do folclore brasileiro, Eduardo Nazaré Pereira é fundador, diretor geral e coreógrafo do Balé Folclórico da Amazônia - Brasil. Seu grupo trabalha a dança e a música como projeção folclórica, divulgando as manifestações da cultura espontânea amazônica e de seus intérpretes criadores. Seus espetáculos são sempre construídos a partir das manifestações do folclore e cultura popular. O coreógrafo Ismael Rodrigues é bailarino e b-boy com vários prêmios em importantes competições no Brasil e exterior. Em sua oficina, Ismael abordará técnicas avançadas em hip-hop, break e suas variações.
A ideia é aperfeiçoar o trabalho dequem já participa de grupos com essas técnicas. Formado pela Escola de Teatro ‘’Estúdio em ação’’, Sílvio Sá é diretor teatral e professor de teatro. Silvio levará ao Marajó um rico conteúdo direcionado aos profissionais da arte do teatro, para aprimorar suas técnicas e conhecimentos. 

Serviço: Oficinas de dança e teatro em Portel e Melgaço.
Inscrições abertas na Secretaria de Cultura e Esporte e Lazer e Turismo de Portel, através do telefone 8247-1318

Fonte: Agência Pará

quarta-feira, 3 de abril de 2013

O MARAJÓ QUER PAZ !

Os municípios do lado de cá do Marajó ( aquele das mazelas sociais e que a Globo não mostra) estão padecendo com a insegurança e o avanço galopante do tráfico de drogas. Hoje, assaltos estão acontecendo a luz do dia em municípios que até recentemente as pessoas dormiam com as janelas abertas.
O municípios de Breves e Portel (os dois maiores da Ilha) com IDH, PIB e renda per capta de municípios paupérrimos, vivem com índices de violência dignos de megalópoles.
O desemprego (ou sub-emprego), a falta de inclusão sociocultural de jovens e adolescentes e a ausência do estado, são fatores preponderantes para a situação caótica que os municípios vivenciam.

segunda-feira, 1 de abril de 2013

UMA OUTRA VIA

Extraído do RD do Diário do Pará de 30/03/13
O prefeito de Bagre, Cledson Rorigues (Gordo), discute com outros prefeitos marajoaras a criação de um consórcio de municípios. A intenção é se organizar paralelamente, pois a AMAM ( Associação dos Municipios do Arquipélago do Marajó) entidade que teoricamente representa os municípios da ilha, há muito perdeu a razão de existir.
Já aceitaram o convite os prefeitos de Curralinho, Léo Arruda(PT) e  de Oeiras do Pará, Ely Batista (PMN), e mais dois prefeitos já estudam compor este novo consórcio de municípios.
A AMAM recentemente elegeu a prefeita de Ponta de Pedras, Consuelo Castro, como presidenta da entidade. A vice presidência ficou com o prefeito de Portel, Paulo Ferreira. O ex-presidente da AMAM e ex-prefeito de Portel, Pedro Barbosa, foi nomeado secretário executivo, cargo mais importante da associação.
Um desafio enorme para a "nova" gestão será manter a unidade entre os municípios, pois, o descontentamento com a falta de apoio da AMAM para o auxílio às prefeituras, pode esvaziar a entidade mais uma vez.