terça-feira, 16 de dezembro de 2014

QUEM É A CANTORA?

O blog recebeu e-mail de um paulista que está a procura de uma cantora que se apresentou no Programa do Jò Soares em 98 ou 99.


Boa tarde, caro editor Flavio Costa e queridos leitores e leitoras deste utilíssimo blog. 

Há muitos e muitos anos que estou procurando sem sucesso informações sobre uma cantora aí da Ilha de Marajó, que eu não consigo me lembrar do nome. Espero que vocês possam me ajudar nessa pesquisa. É uma cantora que, ainda adolescente, lá no ano de 1998-1999 apareceu no programa do JÔ SOARES, onde cantou com uma voz impressionante e inesquecível. Ela estava acompanhada da avó e disseram na entrevista que moravam na Ilha de Marajó. Gostaria de saber se ela seguiu carreira de cantora, sem tem discos gravados, etc. Desde já agradeço de coração pelo que vocês puderem me ajudar. Que a paz, o amor e as ricas bênçãos de Deus sejam com todos vocês e seus familiares. Saudações paulistas a todos. Meu afetuoso abraço a cada um de vocês. Att. Gilberto. (gilberturri@gmail.com)

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

ARMADORES E AUTORIDADES DE MUANÁ REÚNEM NA ARCON

Na última quarta-feira (10), o prefeito de Muaná, Murilo Guimarães, em companhia do presidente da Câmara de Muaná, Eder Magalhães, estiveram na ARCON, em Belém, para, junto com os armadores do município, discutir melhorias para o transporte do município.
Eles foram recebidos pelo Gerente de Transporte Hidroviário da ARCON, Fernando Tobias, que tem trabalhado bastante para melhorar o transporte hidroviário e intermodal em todo o Pará.

domingo, 14 de dezembro de 2014

ADIADA SESSÃO PARA ELEIÇÃO DA MESA DIRETORA DA CÂMARA MUNICIPAL DE PORTEL

Em Ofício Circular 012/2014 expedido na ultima sexta-feira 12, o Presidente da Câmara Municipal de Portel, Ver. Ângelo Jr, adia para dia 20/12, a Sessão Extraordinária para escolha da mesa diretora que vai comandar o legislativo portelense no biênio 2015/2016.
Segundo o ofício (print), uma dedetização geral já estava agenda para o dia 15 e não pode ser cancelada, por força contratual.
Os bastidores para a eleição está movimentado, com acusações pelas redes sociais de assédio e até ritual de magia negra.

sábado, 13 de dezembro de 2014

CURRALINHO, BAGRE E MUANÁ ENTRE OS DEZ PIORES PIBs DO BRASIL

O troféu de pior PIB per capita do Brasil em 2012 vai para o município de Curralinho, que teve o pior desempenho do país, com valor de R$ 2.720,32. Bagre (R$ 2.787,20), Bujaru (R$ 3.165,59) e Muaná (R$ 3.181,10) também estão na lista dos 10 piores PIBs per capita do Brasil, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados ontem.
 O PIB per capita é o produto interno bruto dividido pela quantidade de habitantes. Por outro lado, o município de Presidente Kennedy, no Espírito Santo, se manteve como o maior PIB per capita do país em 2012, com R$ 511.967,24. O PIB per capita brasileiro naquele ano foi de R$ 22.645,86.
 A título de comparação, o PIB per capita de Presidente Kennedy é, aproximadamente, 188 vezes maior que o de Curralinho (PA) e 22 vezes maior que o PIB per capita médio brasileiro, que é de R$ 22.645,86. Por sua vez, o PIB per capita de Curralinho corresponde, aproximadamente, a apenas 0,5% da renda de Presidente Kennedy e a 12% da renda nacional.

Continue lendo...

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

ESCOLAS DE PORTEL PARTICIPAM DE CONCURSO DE ORNAMENTAÇÃO DE FACHADAS

Pelo segundo ano a Secretaria Municipal de Educação de Portel realiza o "Concurso de Fachadas".
A intenção da direção da SEMED é incentivar o uso de materiais reciclados na ornamentação das escolas municipais.Os munícipes fazem um tour noturno pela cidade pra acompanhar o resultado do trabalho feito por alunos e docentes.
Abaixo uma pequena amostra




Fotos: José Ribamar

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

CRIADORES DE GALINHA CAIPIRA DE PORTEL USAM MATERIAL RECICLADO

Imagem meramente ilustrativa
Dez famílias de Portel, no Marajó, estão usando garrafas pet, canos pvc, baldes velhos e potes vazios de goiabada como bebedouros e comedouros na criação comercial de galinha caipira.
 A iniciativa, orientada pelo escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), poupa um gasto de R$ 30 a R$ 40 por recipiente industrializado.
Beneficiários do programa Brasil Sem Miséria, os agricultores começaram a atividade em setembro, sob um padrão de 100 pintos “caipirão” e um galinheiro de 21 m² construído também com aproveitamento de resíduos do dia-a-dia das próprias propriedades, como palhagem e madeira. Oito são moradores das margens dos rios Acutiperera, Camarapi e Pacajá e dois, da estrada Portel-Tucuruí.
“Proporcionalmente, são necessários oito comedouros e oito bebedouros, mais dois comedouros infantis e dois bebedouros infantis para os pintos menores. A economia é muito grande, porque o material reciclado sai todo de graça”, explica o engenheiro agrônomo da Emater Márcio Williams Borges.
Completados 90 dias, os animais podem ser comercializados, quando já ter alcançam de dois quilos e duzentos gramas a dois quilos e meio.
O objetivo é complementar a renda das famílias e, além, assegurar um reforço na alimentação delas mesmas.

Fonte: EMATER

sábado, 6 de dezembro de 2014

PORTEL ABRE OFICIALMENTE O NATAL NO MARAJÓ


Pelo segundo ano consecutivo a Prefeitura de Portel,  através de suas secretarias, abriu oficialmente o  II Natal Sustentável. Até o dia 21 de dezembro uma vasta programação natalina será ofertada ao povo portelense e visitantes.


Além de gerar emprego e renda nesse período, a Prefeitura de Portel usa materiais reciclados na ornamentação dos espaços públicos e escolas municipais.
Veja abaixo a programação:




sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

AGRICULTORES DE ANAJÁS TERÃO R$ 2 MILHÕES PARA INVESTIR EM MANEJO

O açaí é fonte de renda no município.
No município de Anajás, arquipélago do Marajó, 131 famílias que vivem em onze comunidades produtoras de açaí e seringueira serão beneficiadas com mais de R$ 2 milhões em crédito rural, por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), na linha Floresta, contratados com o intermédio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater).
 O recurso, que já está sendo aplicado em campo desde o último dia 28, foi liberado pelo Banco da Amazônia. Segundo o chefe local da Emater em Anajás, o engenheiro agrônomo José Nilton Silva, para que houvesse a contratação do crédito rural foi necessário um levantamento técnico do órgão para subsidiar a emissão de laudos encaminhados à avaliação do agente financeiro. “Foram cerca de seis meses de trabalho nas onze comunidades. Cada família receberá cerca de R$ 16 mil para o manejo de açaizais nativos. Esperamos que em três anos eles possam aumentar em 50% a produtividade”, disse.
 Ainda segundo José Nilton, o valor será destinado para o manejo de 325 hectares de açaizais nativos, em um trabalho que inclui limpeza das áreas, desbaste de touceiras, eliminação de espécies sem valor comercial, seleção de sementes, produção e plantação de mudas, transporte, roçagem e colheita. “Com o aumento da produtividade, as famílias devem passar de 400 rasas por hectare para 600, o que deverá assegurar uma renda de R$ 23 mil, aproximadamente. Todo o processo está descrito nos projetos elaborados pela Emater, tanto para a produção de açaí quanto da seringa. Os agricultores terão três anos para produzir até iniciare, o pagamento do financiamento”, explicou.
 As comunidades contempladas foram Monte Sinai, Padaria, Casa Grande, Anajás Mirim, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Purus, Coquirijó, Santa Luiza, Luciana, Jurará e Guajará, todas com potencial produtivo para açaí e seringueira, que hoje tem bom valor de mercado e aceitabilidade.
Sobre o retorno financeiro da atividade de manejo de açaí, o chefe da Emater ressalta, ainda, que a procura pelo produto no município de Anajás é tanta que chegou a faltar no mercado. “Mas graças às áreas manejadas estamos conseguindo, além de abastecer o mercado local, abastecermos Macapá e Belém”, informou José Nilton Silva.

Fonte: Agência Pará

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

CONTRIBUINTE PAGARÁ MAIS PARA SE APOSENTAR

No dia primeiro deste mês, uma tabela divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontou que a perspectiva de vida do brasileiro aumentou. Em contrapartida, os segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em idade de aposentadoria, terão que adiar o benefício por mais meses, para compensar o aumento do desconto previdenciário. Isto significa também que quanto mais jovem for o trabalhador na hora de se aposentar, menor será o valor da sua aposentadoria.
 Pelo fator previdenciário, quem deixou para se aposentar a partir de dezembro de 2014, terá que contribuir mais 0,65 % para conseguir o benefício. No caso das mulheres, a incidência do fator costuma ser mais agressivo, tendo em vista que ela possui uma expectativa de sobrevida maior do que o sexo oposto.
 O advogado Sérgio Henrique Salvador, professor especialista em Direito Previdenciário, explica a mudança da nova tabela. “Desde o dia 1°, onde foi divulgado que o brasileiro vive mais tempo, ficou exposto que o trabalhador deve pagar mais para ter a aposentadoria. Quanto mais novo ele for, o valor do beneficio será menor. Se a pessoa quiser uma aposentadoria com um valor melhor, ela vai ter que compensar trabalhando”, disse.

Continue lendo...

POLÍCIA INDICIA IRMÃOS ACUSADOS DE ESPANCAR IDOSO EM CHAVES

A Polícia Civil de Soure, no Marajó, em ação integrada com a Polícia Militar, deflagrou operação para atender um idoso de 98 anos vítima de espancamento
A Superintendência da Polícia Civil de Soure, no Marajó, em ação integrada com a Polícia Militar, deflagrou operação para atender um idoso de 98 anos que foi vítima de espancamento, no interior do município de Chaves. O crime teria ocorrido na Vila de Santa Quitéria. A operação foi deslanchada para apurar denúncia de que Manoel Marques de Miranda havia sido agredido fisicamente por moradores vizinhos à propriedade rural do idoso. Um inquérito foi instaurado e um casal de irmãos, vizinhos de Manoel, foi indiciado pela autoria do crime.
 Segundo o delegado Luciano Cunha, a vítima é dona de um terreno, onde existem plantações diversas, como açaizeiros. Os vizinhos estariam invadindo a propriedade para saquear os frutos. A agressão teria ocorrido após o idoso ter chamado a atenção dos vizinhos para que não saqueassem mais açaí. Ele foi atacado por espancamento. O delegado explica que só é possível chegar à Vila de Santa Quitéria, onde ocorreu o crime, quando a maré está crescente. “O local é de difícil acesso, pois sofre influência direta das águas do Oceano Atlântico”, detalha.
 Ao chegar à localidade, os policiais civis localizaram o idoso, que foi ouvido em depoimento e depois levado para Belém para passar por perícia no Centro de Perícias Científicas Renato Chaves. Após o exame, a vítima foi entregue a responsabilidade de familiares. “Instauramos o procedimento policial e todos foram ouvidos, e o procedimento foi concluído”, explicou o delegado, que ainda se reuniu com os envolvidos para uma conversa sobre convivência em família e na comunidade, em que abordou as consequências de novos conflitos.

Fonte: Agência Pará