terça-feira, 10 de outubro de 2017

MPPA VISTORIA MERENDA EM ESCOLAS DO MARAJÓ

A Promotoria da I Região Agrária de Castanhal, representada pela promotora Eliane Moreira, realizou vistorias nas escolas dos municípios de Soure e Salvaterra a fim de verificar o cumprimento do artigo 14 da Lei nº 11.947, de 16 de junho de 2009, que prevê o repasse de, no mínimo, 30% do total dos recursos financeiros do FNDE, no âmbito do PNAE, para a aquisição de gêneros alimentícios provenientes da agricultura familiar priorizando os assentamentos da reforma agrária, comunidades tradicionais indígenas e quilombolas.
Durante a vistoria foram verificadas a existência de gêneros oriundos da agricultura familiar e territórios quilombolas, em Soure, município que segundo a última prestação de contas não cumpre o repasse de 30%. O MPPA verificou que a merenda escolar é composta predominantemente de produtos industrializados. Na escola Dom Alonso não havia na dispensa e nem no freezer qualquer fruta, verdura, tão somente polpa de frutas. Os alunos da escola relataram que são poucas as ocasiões em que são oferecidos alimentos como frutas e verduras. No dia da visita a merenda escolar era sopa de carne com macarrão.

Representantes da Prefeitura, do Conselho da Merenda Escolar e do Sindicato de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR) estiveram na Promotoria para serem ouvidos, nesta ocasião, o sindicato reclamou da ausência de divulgação e clareza nas chamadas públicas, bem como da ausência de absorção da produção local, declarando que existe produção local suficiente para atender as escolas. Foram estabelecidos compromissos de prestação de informações e adoção de medidas por parte da prefeitura, que devem ser comunidades ao MPPA em prazo estabelecido pelo órgão.
Em Salvaterra, a situação é ainda mais grave, na ocasião foi possível observar nas escolas a total ausência de alimentos oriundos da agricultura familiar. No dia da vistoria, a merenda encontrada nas escolas foi bolacha, suco e arroz com pequenos pedaços de charque, não observando-se vegetais ou frutas in natura.
Em reunião realizada com a presença de representantes da prefeitura e da associação quilombola da Malungu para o Marajó foram assumidos compromissos de prestação de informações ao Ministério Público dentro de prazo estipulado pela promotoria.
O representante dos quilombolas do Marajó, Raimundo Hilário Seabra de Moraes, declarou que no Município de Salvaterra existe ampla produção capaz de atender a merenda escolar, produzindo regularmente: goma de tapioca, macaxeira, graviola, leite de gado, farinha d´agua, hortaliças tais como cheiro-verde, alface, couve, frango, ovos, abacaxi, cupuaçu, bacuri, banana, muruci, taperebá, mangaba, maracujá, peixes. Na ocasião, também relatou à Promotoria que as crianças da Escola de Santa Luzia chegaram certa vez a elaborar um "cardápio dos sonhos" no qual teria tapioca com manteiga, frango com batata e legumes, sopa com legumes e frango; café com leite e macaxeira e açaí com camarão, dentre outros produtos da cultura alimentar marajoara. Também queixou-se da falta de informação e transparência sobre as chamadas públicas e a efetiva inclusão da produção quilombola.

Fonte: MPPA

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

PORTEL: AGRICULTORAS DO MUNICÍPIO RECEBEM FORMAÇÃO DA EMATER

Agricultoras portelenses - Imagem reproduçção.
Assentadas da reforma agrária de Portel, no arquipélago do Marajó, devem começar a fornecer alimentos para a merenda escolar e para outras instituições públicas, como creches e abrigos, a partir do ano que vem.
 O incentivo para a participação nos editais de chamada pública do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) é fruto de uma mobilização conjunta do escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), em parceria com a Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Setras). Os editais costumam ser publicados em janeiro pela Prefeitura e pela Secretaria Estadual de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), respectivamente.
 As agricultoras são de mais de 10 comunidades que integram a Associação das Mulheres Agroextrativistas da Ilha Grande do Pacajaí (AMAIGP) e todas são beneficiárias do bolsa-família. “A situação da mulher rural em Portel sempre foi desafiadora: são donas de casa que acumulam o cuidado com os filhos, o trabalho nas roças de mandioca, a pesca artesanal, o extrativismo de açaí, a piscicultura, entre outras funções. Fora isso sofrem com a baixa escolaridade e com a submissão cultural aos maridos. Um dos esforços da Emater tem sido o diagnóstico socioeconômico das famílias, a capacitação contínua e o fortalecimento das organizações sociais”, resume o engenheiro florestal da Emater, Milton Costa.
 Além de reuniões com direcionamentos, estão previstas emissões de declarações de aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), que habilitam aos mercados governamentais, além de cursos e oficinas, que já começaram a ser realizados, como por exemplo, o de buquês de flores artificiais, que contou com o apoio da Prefeitura, e que beneficiou 20 agricultoras da Ilha do Jacundaí, da Boca do Rio Anapu.

Fonte: AGPA

SALVATERRA: DETENTOS SÃO FLAGRADOS CAVANDO BURACO EM CELA DE DELEGACIA


Na manhã do último domingo (08), uma revista realizada pelos militares do Batalhão Marajó, flagrou detentos fazendo um buraco em uma das celas da Delegacia de Salvaterra, no Marajó.
Os detentos aguardam determinação judicial e devem ter a tentativa de fuga incluída em seus processos. Na vistoria, foram encontradas colheres de metal, pregos e até uma chave de fenda escondida num colchão. O caso foi registrado e encaminhado para a autoridade judicial.

Fonte: DOL:  (Com informações da PM e de Dario Pedrosa)

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

SOURE E OEIRAS DO PARÁ RECEBEM AMBULÂNCIA DO GOVERNO DO ESTADO

O Governo do Pará entregou, nesta quinta-feira (5), 53 novas ambulâncias para reforçar a saúde básica em 46 municípios paraenses, dentre eles, o município de Oeiras do Pará (Baixo Tocantins) e Soure (Marajó) Desde 2013, o governo já entregou 249 ambulâncias para municípios do Estado. Apenas os veículos entregues hoje representam um investimento de aproximadamente R$ 3,8 milhões e são originários de emendas de 28 deputados estaduais. Prefeitos e gestores das prefeituras contempladas estiveram na entrega, feita pelo governador Simão Jatene e em cerimônia no Palácio do Governo.
 As ambulâncias entregues são de simples remoção (tipo A), modelo 2016, zero quilômetro, tipo furgão flex, com motor mínimo de 1.6, na cor branca. Elas vêm com direção hidráulica, maca, balão de oxigênio e ar-condicionado. Para os prefeitos, a entrega representa avanços e a possibilidade de atender melhor à população.
 O governador Simão Jatene destacou os avanços na saúde pública no Pará, com a construção de hospitais de alta e média complexidade em todas as regiões do Estado e o investimento maciço no aparelhamento dessas unidades. “Muitos podem pensar que uma ambulância não faz diferença, mas para quem vive a realidade do interior, esses veículos se somam à estratégia e à rede que temos construído de hospitais, destacando os regionais e que esse esforço conjunto tem como objetivo final atender as demandas da sociedade, além de salvar vidas”, afirmou. “É inegável que avançamos muito, e preciso aqui dar o crédito aos deputados, que são nossos parceiros, independente de partidos políticos”, continuou o governador.

Com informações da Agência Pará.

POLICIAIS PRENDEM ACUSADOS DE TRÁFICO DE DROGAS EM PORTEL

Também foram apreendidas duas armas de fogo de fabricação caseira, três tubos de pólvora e três cartuchos de calibres 24, 32 e 36, além de dois rolos de papel-alumínio, utilizado para embalar as drogas para venda.
As Polícias Civil e Militar prenderam, nos últimos quatro dias, três homens e apreenderam dois adolescentes por envolvimento com o tráfico de drogas, no município de Portel, no arquipélago do Marajó. As prisões foram realizadas entre os dias 1º e 4 deste mês. Com os presos foram encontradas drogas e uma arma de fabricação caseira, além de apetrechos usados na venda de entorpecentes e 10 quilos de “barrilha”, produto químico usado na fabricação da pasta-base de cocaína, que foram apreendidos.
 Segundo o delegado Paulo Junqueira, titular da Delegacia de Portel, as prisões e apreensões são resultado do trabalho integrado policial para combater o tráfico de drogas na sede do município e na região. Nesta quarta-feira, 4, de madrugada, foram presos em flagrante Alex Palheta Nunes e Thiago Palheta Moura. Com eles estavam também dois adolescentes que eram aliciados para a venda de drogas na cidade. Os traficantes utilizavam uma casa localizada no bairro Cidade Nova como ponto de comércio. No local, foram encontradas nove "petecas" de maconha, 14 "pedras" de crack de tamanho pequeno e uma com peso de cerca de quatro gramas.
 Durante a revista na casa, também foram apreendidas duas armas de fogo de fabricação caseira, três tubos de pólvora e três cartuchos de calibres 24, 32 e 36, além de dois rolos de papel-alumínio, utilizado para embalar as drogas para venda. Alex Palheta e Thiago Palheta foram autuados em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte ilegal de arma e corrupção de menores. Os dois estão recolhidos à disposição da Justiça em Portel. Já os adolescentes irão responder por tráfico de drogas e foram encaminhados ao Ministério Público para as medidas cabíveis.
Barrilha  - Denúncias também levaram as equipes das Polícias Civil e Militar a realizar a apreensão, nesta quarta-feira (4), de dez quilos de “barrilha”, substância química usada na mistura da pasta-base de cocaína. O produto foi encontrado, após uma revista, dentro de sacos plásticos em uma embarcação. O delegado Paulo Junqueira, titular da Delegacia de Portel, informa que segundo as denúncias anônimas, o barco partiu de Macapá, no Amapá, com destino a Portel transportando drogas ilícitas.
 As investigações iniciaram por volta das 7 horas da manhã, quando os agentes receberam as denúncias. Por volta das 10 horas, os policiais localizaram a embarcação, que estava abandonada. "O material encontrado é uma sustância química utilizada na produção de entorpecentes que, ao ser misturada com 'crack' e outros produtos químicos, resulta na pasta-base de cocaína", detalha o delegado. Os agentes não conseguiram identificar o dono do produto. As investigações continuarão até o proprietário do material ser identificado para responder pelo crime de tráfico de drogas.

Outro flagrante  - No dia 1º de outubro, policiais civis de Portel prenderam em flagrante Jadiael Ribeiro Fernandes, conhecido como Jael, por tráfico de drogas. Após uma revista na casa dele, os policiais encontraram 31 "petecas" de maconha e um papelote de pasta-base de cocaína. Além das drogas, foi apreendido um rolo de papel-alumínio que era usado para embalar a droga para ser comercializada. O flagrante ocorreu por volta de 1 hora da madrugada, após recebimento de informações que resultaram na investigação sobre a venda de entorpecentes no local. O dono da casa foi autuado em flagrante pelo crime e está recolhido para responder na Justiça.

 Por Walrimar Santos/ AGPA

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

GURUPÁ: CRIMINOSOS ROUBAM ARMAS E EQUIPAMENTOS DE DENTRO DE DELEGACIA

Foto: Orlando Dias.
A audácia dos criminosos foi tão grande que nem a delegacia - local considerado seguro e cercado de policias - foi poupada. Armas e equipamentos foram roubados de dentro da sala do delegado de Polícia Civil de Gurupá, no Marajó, nesta quarta-feira (4).
 Os suspeitos foram identificados como Francisco Rocha Guimarães, conhecido como Neto e seu irmão, que não teve o nome divulgado.
 Para não serem identificados, os criminosos ainda levaram o roteador de internet e o monitor do sistema interno de vigilância, que deve dificultar nas investigações.
 O DOL entrou em contato com a Polícia Civil para saber se os criminosos já foram identificados ou presos e qual o prejuízo do roubo e, aguarda um posicionamento.

Fonte: DOL

terça-feira, 3 de outubro de 2017

HOMEM ACUSADO DE ESTUPRAR FILHAS É PRESO EM MUANÁ

Voltada ao combate do abuso e exploração sexual, a Polícia Civil realizou a operação "Hades 2", no município de Muaná, na ilha do Marajó. A ação foi realizada ontem (2) e resultou no cumprimento do mandado de prisão preventiva contra Ivaldo Miranda. O homem é acusado de estuprar as duas filhas, de 14 e 15 anos de idade. A violência acontecia na comunidade do Jararaca, zona rural do município. As informações foram divulgadas hoje (3) pela assessoria da Polícia Civil.
 De acordo com o delegado Rodrigo Amorim, titular da Superintendência da Polícia Civil na região do Marajó Oriental, as investigações tiveram início a partir de algumas denúncias. "Os abusos aconteciam há meses. As vítimas relataram que passaram momentos de terror e tensão no ambiente familiar", conta. As adolescentes foram encaminhadas à Delegacia local, onde prestaram depoimento.
Em seguida, um mandado de prisão preventiva foi expedido pelo juiz Luiz Trindade contra o acusado. Durante o período da manhã desta segunda, os agentes realizaram a prisão de Ivaldo Miranda. Ele está recolhido à disposição da Justiça. A operação foi realizada de forma conjunta com a Superintendência do Marajó Oriental coordenada pelo delegado Rodrigo Amorim e contou com o apoio da Delegacia de Muaná, comandada pelo delegado Heitor Magno.

Fonte: ORM

BREVES: BRIGA POLITICA PREJUDICA A CIDADE

O combalido Marajó,  além de viver há décadas no mais completo abandono, agora também é vitima do egocentrismo de políticos que, olhando apenas para seus interesses, não aceitam a ajuda daqueles que outrora foram seus adversários nas urnas.
Breves, a maior cidade do Marajó, padece com a falta d'água, mas assim mesmo o atual prefeito do município, Toninho Barbosa, do PMDB, se recusa a receber emenda destinada à construção de 2 microssistemas de água em um bairro periférico da cidade, o que mais sofre com a falta d'água.
Esse fato veio à tona na ultima sessão ordinária na Câmara Municipal de Breves, onde, em seu discurso, o vereador da base do governo, Labinho Oliveira, pediu aos seus pares que provocassem seus deputados aliados para que os mesmos enviassem emendas para o município.
O discurso do vereador Labinho foi duramente aparteado pelos vereadores Enaldo e Alexandre Barros, onde falaram aos demais vereadores e ao publico presente na galeria, que o prefeito peeemedebista foi convidado a reunir com o Dep. Luth Rebelo para que uma emenda de R$ 600 mil reais fosse destinada ao município, e assim o sofrimento dos moradores do Bairro Parque Universitário fosse amenizado.
O blog não conseguiu contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Breves, mas deixa o espaço aberto para esclarecimentos.

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

SSBV: "RODA CULTURAL" RESGATA AS MANIFESTAÇÕES DE RUA

A cena cultural em SSBV nunca esteve tão agitada e produtiva, embora as "ôtoridades mauximas" da cidade não darem muito valor. (Leia o texto abaixo)
"A Roda Cultural de São Sebastião da boa vista promove batalhas de MCs em espaços públicos da cidade. Os jovens participantes, com idades entre 16 e 25 anos, têm como objetivo fazer com que o encontro reúna manifestações de rua como skate, graffiti, hip-hop, MCs e bboys (dançarinos) poetas, pessoas que gostam de expressar os sentimentos em forma de alguma dessas manifestações. 
Georgi e Bob: é quem coordenam as rodas de rap, nas quais acontecem disputas de rimas improvisadas ao som da base do Beat e o Mic 
A batalha tem regras: um começa, o outro responde e, depois, a ordem se inverte. As batalhas serão no estilo Bate-Volta (3 versos) e a plateia tem que fazer barulho pros Mcs que mandarem mais ideologia e que tenham as respostas mais criativas na batalha. As batalhas acontecem toda sexta-feira a partir das 20:hrs na Praça da Matriz em frente a prefeitura municipal."
O texto acima foi publicado na manhã dessa sexta-feira pelo agitador cultural e ativista digital, Bob Marlon, principal incentivador dessa geração valorosa na Veneza do Marajó.

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

BREVES: PC DEFLAGRA OPERAÇÃO QUE INVESTIGA DESVIOS DE RECURSOS PÚBLICOS E CORRUPÇÃO

Na manhã de hoje (28), por volta das 09h, equipes da Polícia Civil deram cumprimento a 07 (sete) mandados de Busca e Apreensão em vários órgãos da Prefeitura de Breves, região do Marajó Ocidental.
As ordens judiciais foram cumpridas na Secretaria de Administração, Secretaria de Finanças, Secretaria de Educação, Secretaria de Saúde, chefia de gabinete do prefeito e Departamento de Recursos Humanos. Ainda foi alvo das Buscas a Escola Municipal Odízia Correa.
As investigações tem por objeto fraudes na folha de pagamento da administração pública em que servidores lotados nos órgãos da prefeitura não trabalham de fato, mas recebem como se prestassem serviço à municipalidade. Trata-se do que comumente se chama de servidor "fantasma".


Informações: Assessoria de Comunicação PC/PA